Sobre o CPOP

História do grupo

O grupo de pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública existe desde 2000 com o objetivo principal de desenvolver pesquisas de comunicação política e opinião pública. Tem como missão a formação de novos pesquisadores, além da produção de informações sobre campanhas eleitorais. Em seu histórico constam informações sobre a cobertura eleitoral dos principais periódicos brasileiros, sobre os conteúdos do Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) e, mais recentemente, sobre o debate eleitoral realizado nas redes digitais. Até aqui são nove eleições pesquisadas (2000, 2002, 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014 e 2016), além do referendo sobre desarmamento, em 2005.

A metodologia de análise de conteúdo utilizada pelo CPOP é inspirada nos estudos seminais desenvolvidos pelo cientista político Marcus Figueiredo no Brasil. Em meados da década de 1990 Marcus Figueiredo liderava um grupo de pesquisadores em trabalhos que dão origem aos princípios metodológicos da análise de conteúdo de campanhas eleitorais no Brasil que são usados até hoje pelo CPOP. As pesquisas de Figueiredo eram realizadas por colegas e orientandos no Laboratório de Estudos Eleitorais, em Comunicação Política e Opinião Pública (DOXA), então ligado ao Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj) e atualmente junto ao Instituto de Estudos Sociais e Políticos (Iesp), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O primeiro projeto nessa área liderado por Figueiredo data de 1996 e teve como objeto a propaganda eleitoral na televisão e a cobertura impressa das eleições municipais daquele ano. Naquele ano Figueiredo estabeleceu as bases para a análise quantitativa de conteúdos eleitorais na televisão e em jornais (Figueiredo et all, 2000).

Para as eleições municipais de 2000, Figueiredo resolve ampliar a investigação, propondo a formação de uma rede de estudos a partir de uma equipe interinstitucional e com possibilidades para subprojetos de pesquisas. Assim, para as eleições municipais daquele ano a análise de conteúdo proposta pelo Doxa é difundida a diferentes instituições brasileiras, incluindo a Universidade Federal do Paraná (UFPR), o que deu origem ao que viria a ser posteriormente o CPOP. Participaram, além do Rio de Janeiro, liderado por Marcus Figueiredo (Iuperj) e Curitiba, liderado por Mário Fuks (então UFPR), as seguintes capitais: Porto Alegre, com Flávio Silveira (PUC-RS); São Paulo, com Vera Chaia (PUC-SP); Belo Horizonte, com Malco Camargos e Luis Ademir de Oliveira (ambos Iuperj) e Salvador, Antonio Albino Rubim Canelas (UFBA). A ideia era replicar em cada capital três eixos de monitoramento de análise da comunicação eleitoral: (i) cobertura da mídia impressa, com análise de conteúdo do principal jornal diário local; (ii) comportamento eleitoral, a partir do monitoramento da dinâmica de preferências dos eleitores medida por pesquisas de intenção de votos; (iii) propaganda eleitoral e política, com análise do conteúdo veiculado no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) das candidaturas majoritárias, para prefeitos de capitais.

A partir da participação na rede de pesquisadores em 2000, o grupo de investigadores da UFPR seguiu monitorando as eleições locais - na capital e em alguns municípios do interior do Estado - e as eleições estaduais de maneira independente. Além disso, continuou participando da rede de pesquisadores para as análises das disputas nacionais. Nesse período, após a saída de Mário Fuks da UFPR, em 2005, o grupo passou a ser liderado por Nelson Rosário de Sousa e, a partir de 2008, por Emerson Urizzi Cervi.

Com o início das atividades do Programa de Pós-graduação em Ciência Política (PPGCP) da UFPR, em 2009, o CPOP foi institucionalizado como parte da estrutura do PPGCP e recebeu o nome atual: Grupo de Pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública (CPOP), sob coordenação de três professores do programa: Emerson Urizzi Cervi, Luciana Veiga e Nelson Rosário de Sousa.

Durante o seu período de existência, além de ter avançado na inclusão de novas variáveis e categorias analíticas na pesquisa, o CPOP estabeleceu ligações com grupos de investigadores de outras instituições. Notadamente têm participado de pesquisas e atividades desenvolvidas no CPOP pesquisadores das Faculdades Integradas Internacionais (Facinter) e do departamento de jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

As equipes de pesquisadores dos dois campos, ciência política e jornalismo, inseridas nas investigações do CPOP deram autonomia ao grupo de pesquisa para adaptar os conceitos e variáveis propostas por Marcus Figueiredo, no Doxa, às novas condições do debate eleitoral no Brasil, principalmente em função dos papeis desenvolvidos pelas formas recentes de produção de conteúdos e informações, que vão muito além das notícias propriamente ditas.

Atualmente, projetos coletivos de coleta de dados e análises dos conteúdos comunicacionais produzidos pela elite política, meios de comunicação e interessados no debate midiatizado têm gerado como resultados trabalhos de iniciação científica, trabalhos de conclusão de graduação, dissertações, participações em congressos científicos e publicações em revistas acadêmicas da área. Como mais recentes desdobramentos das atividades do grupo, focados no âmbito da divulgação científica e extensão universitária, destacam-se duas iniciativas que podem ser acessadas via portal CPOP na web:

a) Publicações CPOP - um espaço para distribuição gratuita de livros na forma de ebooks com trabalhos desenvolvidos no âmbito do grupo de pesquisa;

b) Observatório eleitoral - seleção de promessas feitas pelos candidatos eleitos durante suas campanhas em espaços midiatizados (horário gratuito de propaganda eleitoral, debates televisivos e entrevistas), com a finalidade de oferecer ao público uma fonte de informação permanente sobre o que disseram os governantes nos períodos eleitorais anteriores aos mandatos.

 

Principais produções do grupo

2019 

Livros

- Métodos Quantitativos para Iniciantes em Ciência Política - Volume 2. CPOP.

 

2018 

Livros

- Estudos sobre Jornalismo Político. CPOP.

Capítulos de livros

- Desafios do sistema representativo brasileiro: sobre quando a normatividade dos ideólogos e os interesses dos agentes políticos se unem para produzir resultados opostos às demandas do público. In: Tratado de Direito Eleitoral . Volume I  - Direito Constitucional Eleitoral. Editora Fórum.
- Disrupção nos modelos de comunicação eleitoral: desafios e tendências no Brasil contemporâneo. In: 25 Anos de Eleições Presidenciais no Brasil. Appris Editora.
- O debate eleitoral em democracias monitoradas: uma tipologia para comentários em redes sociais online. In: A Qualidade da Democracia no Brasil: Questões teóricas e metodológicas da pesquisa. Editora CRV.
- Redes sociais. In: O Papel da Mídia. Enciclopédia do Golpe Vol 2. Editora Canal6.
- Relação entre propaganda, dinheiro e avaliação de governo no desempenho de candidatos em eleições majoritárias no Brasil. In: 25 Anos de Eleições Presidenciais no Brasil. Appris Editora.

Artigos em periódicos

- Dinâmicas da campanha online no Brasil: um estudo comparativo entre websites e fanpages dos candidatos à Presidência em 2014​. Revista Contemporânea.
- Eleições 2016 nas fanpages dos jornais regionais: o Facebook como espaço de distribuição e visibilidade das notícias sobre a campanha eleitoral. Revista Contracampo.
- Gênero e política nas revistas brasileiras: uma análise do conteúdo midiático sobre a presidenta Dilma Rousseff. Revista Culturas Midiáticas.
- Governança eleitoral e o impacto para a comunicação política de campanhas brasileiras. Revista Agenda Política.
- Imprensa Brasileira e Eleições Presidenciais: A polarização do conteúdo jornalístico das revistas na web. Cuadernos.info.
- O papel da ciência política no discurso científico brasileiro: institucionalização e avanços de uma área em construção. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais - BIB.
- Radicalização nas redes sociais: comentários no Facebook durante a disputa presidencial em 2014 no Brasil. Análise Social - Lisboa.
- Representação feminina na propaganda eleitoral partidária no Brasil: as candidatas a Deputada Federal pelo Paraná na TV. Revista Estudos em Comunicação.

Trabalhos de conclusão de curso

- Tese. Eu, nós e eles: a luta política nos pronunciamentos presidenciais de Dilma Rousseff. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. A participação radicalizada relacionada a Aécio Neves e Dilma Rousseff nas fanpages de quality papers brasileiros em 2014. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR.

 

2017 

Livros

- Manual de Métodos Quantitativos para Iniciantes em Ciência Política - Volume 1. CPOP.

Capítulos de livros

- Opinião pública e política no brasil: o que o brasileiro pensa sobre política e por que isto interessa à democracia?. In: Eleições, opinião pública e comunicação política no brasil contemporâneo: homenagem a Marcus Figueiredo. Eduerj.

Artigos em periódicos

- Análisis espacial del desempeño electoral de PT y PSDB entre 1994 y 2014 en Brasil. América Latina Hoy.
- Comunicação, gênero e política no Brasil: As candidatas do Paraná na propaganda eleitoral televisiva. Revista Chasqui.
- Da TV à Segunda Tela: Análise comparativa das estratégias empregadas pelos candidatos a Prefeito de Curitiba no horário eleitoral e nos websites em 2012. Revista Mediações.
Debate on-line em campanhas locais: os comentários no Facebook sobre a eleição municipal de Curitiba em 2016. Revista Teoria & Pesquisa.
- Debate político-eleitoral no Facebook: os comentários do público em posts jornalísticos na eleição presidencial de 2014. Revista Opinião Pública.
- Dilma e Aécio nos portais de Veja e CartaCapital em 2014: uma comparação entre editorias jornalísticas e blogs na cobertura das eleições presidenciais. Revista Compolítica.
- Eleições e debate político on-line em 2014: os comentários no Facebook do jornal O Estado de S. Paulo. Revista Brasileira de Ciência Política.
- Entretenimento no conteúdo jornalístico: um estudo das notícias nos portais informativos brasileiros. Razón y Palabra.
- Estratégias de discurso no HGPE na campanha pela prefeitura de Curitiba em 2016. Revista Agenda Política.
- Interesse público ou entretenimento: que tipo de informação o leitor procura na internet? E-compós.
- Los indicadores del Manifesto Project aplicados a partidos brasileños entre 2006 y 2014. Latin American Review of Comparative Politics.
Mídia e partidos políticos no Brasil: A importância das eleições locais no contexto brasileiro. Agenda Política.
- O papel do estágio no ensino de Jornalismo e com a nova realidade do EaD. Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo.
- Os problemas da presidência pela perspectiva de gênero: o segundo mandato de Dilma Rousseff na cobertura negativa das revistas brasileiras. Revista Comunicação Midiática.
- Padrões de financiamento eleitoral no Brasil: as receitas de postulantes à Câmara dos Deputados em 2010 e 2014. Revista Brasileira de Ciência Política.
- Posicionamento político e eleitoral compartilhado: cobertura jornalística online e engajamento dos leitores de CartaCapital na disputa presidencial. Revista Aurora (PUCSP).
- Propaganda eleitoral em praça aberta. Cadernos Jurídicos.
- Recursos persuasivos nas campanhas no Facebook: Uma proposta metodológica a partir das eleições de 2016 em Curitiba. Revista Agenda Política.
- Relação entre propaganda, dinheiro e avaliação de governo no desempenho de candidatos em eleições majoritárias no Brasil. Revista Opinião Pública.

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. Onde agrego os votos? contribuições à geografia eleitoral aplicada a problemas político-eleitorais brasileiros. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. Comentários políticos em jornais online: as manifestações do público sobre os presidenciáveis de 2014 no Facebook da Folha de S.Paulo, O Globo e O Estadão. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR. 


2016 

Livros

- A profissionalização da Política. CPOP.
- Internet e eleições no Brasil. CPOP.
PSDB & PT em eleições nacionais (versão em Português). CPOP.
PSDB y PT en elecciones nacionales (versión en castellano). CPOP.

Capítulos de livros

- O peso do dinheiro e do tempo de rádio e TV na disputa do voto para prefeito. In: A lógica das eleições municipais. Editora FGV.
- Transformaciones y mantenimientos de la demografía representativa brasileña entre 2013 y 2015: de las nuevas movilizaciones de la calle a los viejos frenos parlamentarios. In: El Hilo de Ariadna en la Sociedad del Conocimiento. CEASGA.

Artigos em periódicos

- A construção da campanha eleitoral majoritária no HGPE. Revista Política & Sociedade (UFSC).
- Cobertura da greve paranaense no Facebook: engajamento dos leitores na página da Gazeta do Povo. FAMECOS.
- Comunicação política no Facebook: eleições brasileiras de 2014 e as estratégias de campanha online. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación Online.
- Conteúdo Jornalístico nas Redes Sociais: as estratégias dos jornais brasileiros no Facebook. Textual & Visual Media. Revista de la Sociedad Española de Periodistica.
Debate online y campaña electoral en Brasil: los comentarios de los electores en las webs de candidatos en 2014. Revista Em Debate (Belo Horizonte).
 Dinheiro, Tempo e Memória Eleitoral: Os Mecanismos que Levam ao Voto nas Eleições para Prefeito em 2012. Dados (Rio de Janeiro)​.
 Doadores, partidos e estratégias para o financiamento de campanhas eleitorais no Brasil: uma análise sobre o reduzido número de doadores e os elevados valores doados para os candidatos a presidente em 2014. Política & Sociedade (UFSC).
Elecciones de Brasil en 2014: las webs de los candidatos presidenciales como herramienta de campaña electoral. Revista Observatorio (Obs*).
Eleições legislativas e representação partidária em três momentos da vida política brasileira: 1998, 2006, 2014. The Observatory of Social and Political Elites of Brazil.
- Eleições presidenciais 2014 e cobertura online: a interação entre comentaristas e posts nas páginas dos jornais brasileiros no Facebook. Revista Marco.
Estratégias eleitorais online: os padrões de campanha nas páginas dos candidatos durante as eleições de 2014 no Brasil. Revista Teoria & Pesquisa.
New environments, same jobs: The role of professional journalism stimulating debate elections across social media networks. Brazilian Journalism Research.​
Sobre cuando retroceder es importante para seguir adelante: la relación entre métodos empíricos de investigación y la Ciencia Política en el siglo XXI. Revista Latinoamericana de Metodología de la Investigación Social.
- Uma metodologia para os estudos da cobertura eleitoral de 2014 no Facebook. Revista Em Debate (Belo Horizonte).

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. A Disputa Presidencial de 2014 em Portais de Revistas Brasileiras: Análise Comparativa entre editoria e blog na cobertura eleitoral de Veja e CartaCapital na Internet. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR.
- Dissertação. Construção do voto: O processo de formação de opiniões e decisão do voto pelo eleitorado nas eleições presidenciais brasileiras de 2014. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. Para além do financiamento empresarial: a alocação de recursos econômicos nas campanhas à câmara dos deputados (2010-2014). Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. Os editoriais de El Mercurio e O Estado de S.Paulo sobre Bachelet e Rousseff na eleição a presidente do chile em 2013 e do brasil em 2014: um comparativo desde a análise crítica do discurso. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR.

 

2015

Artigos em periódicos

- A Cobertura da Folha de Londrina, a Eleição de 2012 e os Efeitos da Visibilidade. Revista Ciências Humanas e Educação.
- A disputa presidencial em posts e comentários no Facebook: a dinâmica das fanpages jornalísticas ao longo da campanha de 2014. Revista Em Debate (Belo Horizonte).
- A transferência de ethos de Lula para Dilma na campanha eleitoral de 2010. Revista Eletrônica de Ciência Política.
- Campanha eleitoral nas redes sociais: as estratégias empregadas pelos candidatos à Presidência em 2014 no Facebook. Revista Compolítica.
- Cobertura eleitoral e visibilidade dos candidatos no jornal Gazeta do Povo e as eleições de 2012 em Curitiba. Cadernos de Comunicação (UFSM).
- Conteúdo e interatividade nos portais das revistas brasileiras: uma proposta para análise da cobertura pré-eleitoral. Revista Observatório (Obs*).
- Crítica de Mídia Online na CartaCapital: Os comentários dos webleitores sobre o posicionamento da revista na disputa presidencial de 2014. Revista Eletrônica CoMtempo.
Debate online y campaña electoral en Brasil: los comentarios de los electores en las webs de candidatos en 2014. Revista Em Debate.
Dinheiro, profissão e partido: a vitória na eleição para deputado federal no Brasil em 2010. Sociedade e Estado (UnB).
-
Effective numer of candidates and regional wealth in campaign finance analyses. Revista de Estudios Brasileños.
Existe polarização nas postagens de Facebook de periódicos brasileiros durante as eleições?. Revista Observatório​.
- New informative platforms and traditional media: synergy or antagonism? A comparative analysis of 2010 presidential coverage in the daily newspaper O Estado de São Paulo and webpage Estadao.com. Revista Estudos em Comunicação.
 Para quem a internet é central no Brasil? uma medida de centralidade da internet e dos usuários a partir da Pesquisa Brasileira de Mídia. Revista Debates (UFRGS). 
- Portais de notícia brasileiros e interesse dos internautas: o que mudou entre 2012 e 2013 na composição da seção "notícias mais lidas". Revista Estudos em Jornalismo e Mídia (UFSC).
Propaganda negativa na campanha presidencial em 2014. Ou como tudo que é frágil se desmancha no ar. Revista Estudos Políticos.
-
Redes de doadores e financiamento político em 2014: distinguindo doações para candidatos, partidos e comitês financeiros nas eleições presidenciais brasileiras. Revista E-Legis.

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. (In)visibilidade das CPIs da ALEP em uma análise da cobertura política de três meios de comunicação. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR. 
- Dissertação. A experiência da Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2012: uma análise do perfil dos impugnados e dos reflexos da aplicação da lei. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.

 

2014

Livros

- Análise de dados categóricos em ciência política. CPOP.

Artigos em periódicos

- A cobertura eleitoral dos jornais no Facebook em 2014: um estudo preliminar sobre a visibilidade dos presidenciáveis. Revista Aurora (PUCSP).
- A cobertura no primeiro semestre de 2014 das primeiras páginas do portal eletrônico da Gazeta do Povo. Revista Ius Gentium.
-
Contra-agendamento na Folha de São Paulo: opinião pública presença dos candidatos a presidente do PSDB e PT (2006 e 2010). Revista Eptic (UFS).
- Disputa eleitoral e estratégias de campanha na internet: padrões de uso dos websites pelos candidatos em 2012. Revista Paraná Eleitoral.
- Eleição e Mídia: Uma Análise Empírica da Cobertura Eleitoral do Portal Eletrônico do Jornal Gazeta do Povo na Eleição à Prefeitura da Cidade de Curitiba. Revista Eletrônica de Ciência Política - recp.
Eleições casadas, votos solteiros e PT em namoro eleitoral com PSDB: uma descrição da tendência de polarização das eleições presidenciais entre 1994 e 2014. Revista Em Debate (Belo Horizonte).
- Financiamento de Campanhas em Disputas Municipais: uma análise comparativa das doações a candidatos a vereador de Curitiba em 2008 e 2012. Revista Sociologias Plurais.
- Mídia e Eleições: As Entrevistas do Jornal Nacional aos Candidatos à Presidência do Brasil em 2014. Revista Aurora (PUCSP).
- Mídia, Partidos Políticos e Eleições: novos e velhos embates nas democracias. Revista Agenda Política.
- Patrono x personalidade política: como estes personagens aparecem no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral televisivo dos partidos PT e PSDB nas eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010 no Brasil. Revista Agenda Política.
Profissionalização política, processo seletivo e recursos partidários: uma análise da percepção dos candidatos do PT, PMDB, PSDB e DEM nas eleições para Deputado Federal de 2010. Revista Opinião Pública (UNICAMP).

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. Mídia e Política: A cobertura da Folha de Londrina e os enquadramentos da eleição municipal de Londrina em 2012. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR. 
- Dissertação. Escândalo midiático e impacto eleitoral: As reeleições dos deputados estaduais Nelson Justus e Alexandre Curi no Paraná em 2010. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR. 
- Dissertação. A campanha permanente interrompida: Referências à comunicação governamental na comunicação eleitoral do candidato à reeleição para prefeito de Curitiba em 2012. Programa de Pós-graduação em Comunicação - UFPR.

 

2013

Artigos em periódicos

- Agenda da mídia impressa brasileira durante o período eleitoral de 2010: a visibilidade dos temas políticos, sociais e de entretenimento. Revista Observatorio (Obs*).
Como os webleitores do 'Portal Estadão' comentaram a eleição de Dilma Rousseff em 2010. Revista Explanans.
Doações de Campanha e desempenho eleitoral: uma análise comparativa sobre as eleições para prefeitos de capitais brasileiras em 2008 e 2012. Revista Agenda Política.
- Metodologia quantitativa em pesquisas sobre cobertura jornalística: análise da eleição municipal de 2012 na Folha de S. Paulo. Revista FAMECOS.
- O que interessa ao público nos portais informativos? Revista Compolítica.
- Presença do tema campanha eleitoral para a prefeitura de Curitiba nas primeiras páginas dos jornais locais: um estudo comparativo. Revista Agenda Política.
Quem manda no voto em Curitiba? uma análise do desempenho eleitoral dos candidatos à prefeitura da cidade em 2012. Revista Paraná Eleitoral.
Quem se elege prefeito no Brasil? condicionantes do sucesso eleitoral em 2012. Cadernos ADENAUER (São Paulo).

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. Estratégias discursivas no HGPE e Twitter dos candidatos do Paraná ao Senado Federal em 2010. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. PARA PRESIDENTE, VOTE NA GENTE?: As estratégias personalistas presentes nos programas do PT e PSDB veiculados no horário eleitoral de 2002, 2006 e 2010. Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais Aplicadas - UEPG.
Dissertação. Visibilidade da Assembleia Legislativa do Paraná na imprensa local (2010-2011). Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.

 

2012

Artigos em periódicos

- Agenda da mídia, dos políticos e do público na campanha eleitoral de 2010. Revista Debates (UFRGS).
Mundo virtual, poder real: mesmo sob novas condições a alocação de poder político não necessariamente muda. Cadernos ADENAUER (São Paulo).
- Redes sociais como ferramenta de Campanha em disputas sub*nacionais: análise do  twitter nas eleições para o Governo do Paraná em 2010. Revista Sociedade e Cultura.

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. Política em pauta: um estudo comparativo da visibilidade de Jaime Lerner no jornal Gazeta do Povo enquanto prefeito de Curitiba em três mandatos. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR. 
- Dissertação. Visibilidade das políticas públicas ambientais no jornal impresso: um estudo comparativo da cobertura realizada pelos jornais Folha de S. Paulo, Gazeta do Povo e Diário dos Campos no período de 2000 a 2009. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.

 

2011

Artigos em periódicos

- A ‘Política’ nos jornais durante período eleitoral: uma perspectiva da cobertura jornalística nas eleições municipais de 2008 em três grandes municípios do interior do Paraná. Revista Emancipação.
- A cobertura jornalística no período eleitoral: uma análise a partir das eleições 2008 no interior do Paraná. Século XXI - Revista de Ciências Sociais.
A mulher na mídia: estudo sobre a presença feminina na temática violência. Revista Teoria & Pesquisa.
Análise de comunicação eleitoral: uma proposta metodológica para estudos de HGPE. Revista Contemporanea (UFBA).
- Comportamento e valores políticos de eleitores. Revista Compolítica.
- Da expectativa de vitória à derrota: estratégias discursivas do PT em Curitiba e Porto Alegre em 2004. Revista Brasileira de Ciência Política.
- Diários Secretos: Uma Análise da Visibilidade sobre o escândalo na Assembleia do Paraná nas capas da Gazeta do Povo. Revista Ação Midiática - Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura.
- Las políticas ambientales en la prensa brasileña. Cuadernos de Información.
- Meio Ambiente e Folha de S. Paulo: A construção de notícias no periódico diário. Revista Iniciacom.
- Mídia e Eleições Presidenciais no Brasil em 2010: A produção da Folha de S. Paulo e Estado de São Paulo no período eleitoral. Red Chilena de Estudiantes de Ciencia Política.
- O debate sobre meio ambiente no jornal Folha de SP entre 1992 e 2008. Revista Politica & Sociedade.
- O uso do twitter nas eleições de 2010: O microblog nas campanhas dos principais candidatos ao governo do Paraná. Revista Contemporanea (UFBA).
Uso do HGPE como recurso partidário em eleições proporcionais no Brasil: um instrumento de análise de conteúdo. Revista Opinião Pública (UNICAMP).
- Visibilidade de liderança política nas primeiras páginas dos jornais: um estudo comparativo entre a cobertura durante ditadura e democracia. Revista Fronteira.

Trabalhos de conclusão de curso

- Dissertação. “VOCÊ É O QUE VOCÊ COMPARTILHA” – Conversações e representações de atores sociais relevantes na Internet. Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais Aplicadas - UEPG.
- Dissertação. MULHER E MÍDIA: Uma análise do enquadramento de Políticas Públicas Femininas nos jornais Folha de S.Paulo e Gazeta do Povo de 2005 a 2008. Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.
- Dissertação. Radialistas políticos: Uma análise do desempenho eleitoral dos comunicadores de rádio na Assembleia Legislativa do Paraná (1986-2006). Programa de Pós-graduação em Ciência Política - UFPR.

 

2010

Artigos em periódicos

- As políticas públicas ambientais no jornal Gazeta do Povo: como se dá a cobertura das ações governamentais para o meio ambiente. Revista Estudos em Jornalismo e Mídia (UFSC).
- Como os jornais brasileiros dão visibilidade a temas públicos. Revista FAMECOS.
Da cidade dos urbanistas à cidade da gente? A imagem de Curitiba na mídia e a construção dos cenários eleitorais de 2004 e 2008. Revista Eletrônica de Ciência Política – recp.​
- Jornalismo Público como mudança no processo de produção da notícia ou simples apelo comercial. Revista Estudos em Comunicação.
O “tempo da política” e a distribuição dos recursos partidários: uma análise do HGPE. Revista Em Debate (Belo Horizonte).

 

2009

Artigos em periódicos

- Eleições e variedades nas primeiras páginas de dois jornais regionais. Revista Eptic On-Line (UFS).​
- Municipal Elections on the Front Page of Daily Newspapers. Brazilian Journalism Research​.
- Partidos, Opinião Pública e Competição Eleitoral no Brasil. Revista Em Debate (Belo Horizonte).
- Temas de debate público e primeiras páginas dos jornais diários brasileiros. Revista Comunicação & Política.
- Visibilidade de temas sociais e fotografias nas capas de jornais nas eleições de 2006. Revista Fronteira.

 

2008

Artigos em periódicos

- Fotografia e visibilidade de temas sociais nas primeiras páginas de jornais diários. Revista PJ:Br (São Paulo).
O referendo das armas no Brasil: estratégias de campanha e comportamento do eleitor. Revista Brasileira de Ciências Sociais.

 

2007

Artigos em periódicos

- As estratégias de retórica na disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2004. Revista Opinião Pública (UNICAMP).
Debate presidencial: as estratégias de Lula e Alckmin na TV Bandeirantes. Revista Política & Sociedade (UFSC).
Primeira página e visibilidade de temas sociais. Revista Politica & Sociedade (UFSC).
Os partidos brasileiros na perspectiva dos eleitores: mudanças e continuidades na identificação partidária e na avaliação das principais legendas após 2002. Revista Opinião Pública (UNICAMP).

 

2004

Artigo em periódico

- Imprensa e eleições municipais de Curitiba em 2000 e 2004: As coberturas da Folha do Paraná e da Gazeta do Povo. Revista Temas & Matizes.

 

Acervo do grupo

O acervo de material empírico do CPOP é formado principalmente por dois tipos de materiais. i) vídeos e áudios originais de conteúdos produzidos durante as campanhas eleitorais, em especial o Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE), debates em emissoras de televisão e entrevistas com candidatos em emissoras de rádio e televisão; ii) bancos de dados com informações já coletadas dos vídeos, áudios, jornais, revistas, weblogs de candidatos e veículos de comunicação, páginas em redes digitais de candidatos e de veículos de comunicação. Em alguns anos o grupo de pesquisa coletou informações da cobertura jornalística fora do período eleitoral. A listagem de todo o acervo, organizada por ano, cargo em disputa e tipo de banco de dados está a seguir:

2016

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2002

2000

1989